Mesmo com alta do feijão, clientes afirmam que vão manter alimento na mesa - David Gouveia Notícias

DENGUE

DENGUE

Última

07/06/2016

Mesmo com alta do feijão, clientes afirmam que vão manter alimento na mesa

O feijão carioquinha, tradicional da alimentação da população, que antes custava em média R$ 6,50, agora está custando R$ 9.

 Está difícil manter o feijão todos os dias na alimentação. O preço do produto teve uma grande alta em Feira de Santana e região, devido à escassez das chuvas, e no Centro de Abastecimento muitos clientes têm reclamado bastante.

O feijão carioquinha, tradicional da alimentação da população, que antes custava em média R$ 6,50, agora está custando R$ 9. Os comerciantes contam que houve uma queda nas vendas, e os clientes relatam que mesmo caro, o alimento é indispensável e não pode faltar na mesa.

O comerciante Ronaldo Ferreira disse que com a escassez de chuvas e a falta do produto na Bahia, o feijão comercializado no Centro de Abastecimento geralmente vem dos estados do Paraná e Goiás. Ele destacou que o produto é de boa qualidade, mas essa realidade faz com que aconteça a alta dos preços.

“O feijão está vindo de fora, vem de longe e aí com o frete o custo encareceu. Os clientes reclamam, mas a gente sempre faz um desconto. O feijão realmente subiu muito e aqui ele é vendido por R$ 9. Em outros lugares o feijão empacotado chega a ser vendido por R$ 11”, ressaltou.


A dona de casa Roberta Bispo lamentou o aumento do preço do feijão e disse que agora ficou difícil consumir o alimento. “Eu vou comprar menos, mas o feijão não pode faltar”, pontuou. 

A cliente Genivalda Ferreira enfatizou que mesmo caro, é preciso comer o feijão. Ela disse que antes plantava e tinha o feijão em casa, mas agora que acabou tem que comprar. O jeito, segundo ela, é comprar menos, organizar a alimentação, mas a sustança do feijão não pode faltar. “Temos que comprar menos. Tá difícil, mas a gente tem que comer”, concluiu. 

 Com informações e fotos do repórter Paulo José do Acorda Cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here