Governo propõe paralisar futebol por pelo menos duas semanas: “Seria razoável” - David Gouveia Notícias

DENGUE

DENGUE

Última

10/05/2024

Governo propõe paralisar futebol por pelo menos duas semanas: “Seria razoável”

”É um prejuízo humanitário de um lado e esportivo também”, diz ministro do Esportes à CNN; Ministro do Esporte vai enviar oficio para a CBF

Arena do Grêmio foi tomada pela água das enchentes em Porto AlegreRamiro Sanchez/Getty Images

O ministro do esporte, André Fufuca, afirmou à CNN que vai pedir para que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) suspenda temporariamente o campeonato brasileiro em razão dos impactos causados pelas fortes chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul.

O ministério prepara um ofício que será encaminhado nessa sexta-feira (10) pedindo o adiamento de todas as partidas dos campeonatos organizados pela CBF: masculino e feminino das séries A, B, C e D.

“Enviaremos ofício nesta sexta-feira para a CBF, nos colocando à disposição para dialogar e encontrar um caminho conjunto. Eu acho que deveria ser paralisado. É um prejuízo humanitário de um lado e esportivo também. Parar por duas semanas seria razoável” afirmou o ministro.

A CBF já tinha confirmado, na última terça-feira (7), o adiamento das partidas envolvendo clubes gaúchos por todas as competições nacionais, incluindo três das quatro divisões do Campeonato Brasileiro masculino, feminino e Sub-20, além da Copa do Brasil.

Em nota, o ministério cita o cenário de calamidade público devido às fortes chuvas que atingem o Estado do Rio Grande do Sul.

Veja a nota:
Diante do cenário de calamidade pública e das severas consequências das enchentes para a população do Rio Grande do Sul, o ministro do Esporte, André Fufuca, defenderá junto à CBF a suspensão temporária Campeonatos Brasileiros de Futebol masculino e feminino.

“É hora de concentrar esforços no apoio às vítimas, na reconstrução das áreas afetadas e na mitigação dos impactos causados pela tragédia. A dimensão humana precisa vir antes da esportiva. A preocupação maior é com a integridade física e psicológica dos atletas, torcedores e demais envolvidos”, defende o ministro.

Segundo Fufuca, os esforços neste momento precisam ser direcionados para o auxílio às comunidades atingidas e contribuir para a recuperação do Rio Grande do Sul. O Ministério do Esporte está pronto para colaborar com as autoridades estaduais e municipais, assim como com as organizações esportivas, no apoio às ações de socorro e reconstrução.

“Juntos, vamos superar os desafios e ajudar na reconstrução de um Rio Grande do Sul mais forte e resiliente”, finalizou.

Outras medidas
O Ministério do Esporte também anunciou a destinação de recursos para ajudar na reconstrução da região. Mais de R$ 26,7 milhões, provenientes de emendas de bancada e de comissão, serão direcionados para ações emergenciais e de socorro à população gaúcha.

Além do envio de recursos, o ministério também suspendeu todos os prazos administrativos até que se encerre o estado de calamidade pública decretado na região. A portaria foi publicada nesta quinta-feira (9).

Segundo o ministério, a medida visa proporcionar tranquilidade à comunidade esportiva e permitir que todos os esforços se concentrem no auxílio às comunidades afetadas e na recuperação do estado do Rio Grande do Sul.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here