ANUNCIAE AQUI!



07/06/2017

Inhambupe – Crise faz prefeitura cancelar São João 2017



A prefeitura de Inhambupe decidiu cancelar o São João por causa da atual situação econômica do país. A decisão foi divulgada nesta quarta-feira (07), no Diário oficial. De acordo com prefeito Nena, o município não está com condições de promover o São João em circunstância da grande redução de receita e problemas herdados de outras gestões. O gestor municipal explicou que é necessário priorizar pagamentos, da saúde, educação, e outros serviços essenciais.

Veja a Nota Oficial na íntegra emitida pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Inhambupe 

Diante do quadro apresentando no primeiro quadrimestre, verificou- se que os compromissos assumidos, foram superiores as receitas existentes e em consonância com o decreto nº 376 publicado no Diário Oficial hoje, que tem como objetivo principal o equilíbrio das contas públicas e a suspensão por tempo indeterminado de qualquer tipo de despesa para o erário municipal, e isso levou a prefeitura de Inhambupe a cancelar a tradicional festa do “Arraiá da Lua Cheia na Terra do Lobisomem”, que todo ano atrai milhares de pessoas de todas as regiões do Estado.

De acordo com prefeito Nena, o município não está com condições de promover o São João em circunstância da grande redução de receita e problemas herdados de outras gestões. O gestor municipal explicou que é necessário priorizar pagamentos, da saúde, educação, e outros serviços essenciais.


“Nós fizemos um planejamento, mas fomos surpreendidos pela queda de receita que a cada mês se agrava, devido a crise político-econômica que afeta o nosso país, sem falar nas despesas assumidas, deixado por outros gestores que só fazem atrapalhar o desenvolvimento do nosso Inhambupe”, disse Nena.

 Ainda sobre dificuldades, o prefeito informou que a gestão está trabalhando para honrar todos compromissos e que instabilidade financeira tem travado a maioria dos municípios, incluindo Inhambupe. "Hoje, se o gestor não tomar cuidado, entra em falência. Já existem várias prefeituras e Estados no país inteiro falidos, que não têm mais o que fazer", argumentou.

 RL News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial