Vitória cai para a Série B e Fluminense é o Campeão de 2010 - David Gouveia Notícias

DENGUE

DENGUE

Última

05/12/2010

Vitória cai para a Série B e Fluminense é o Campeão de 2010


Quase três meses antes de o Campeonato Brasileiro acabar, René Simões atacou de profeta e previu que o Atlético-GO não seria rebaixado. Neste domingo, o treinador mostrou que pode ser vidente nas horas vagas. Com o sofrido empate por 0 a 0, em Salvador, o Dragão conseguiu se manter na elite do futebol nacional e rebaixou o Vitória para a Série B diante de um Barradão lotado. Choro baiano, festa goiana!

Com o resultado, as duas equipes terminam a competição com 42 pontos, mas com vantagem no número de vitórias para o Atlético-GO – 11 contra nove. Assim, o Vitória se junta a Guarani, Goiás e Grêmio Prudente no grupo dos quatro clubes que disputarão a Segunda Divisão na temporada 2011
.



Vinte e seis anos depois, Flu volta a ser campeão brasileiro



Esse foi o tempo em que o grito eufórico e emocionado do título brasileiro ficou engasgado na garganta de cada um dos milhões de tricolores espalhados por todo o Brasil. Mas neste domingo, 5 de dezembro de 2010, Conca, Mariano, Fred, Washington & Cia., comandados por Muricy Ramalho e sob a estrela do mais novo herói, Emerson, o Sheik, autor do gol da vitória por 1 a 0 sobre o Guarani, decretaram, num Engenhão espremido por mais de 40 mil torcedores, que as cores da moda no futebol brasileiro são o verde, o grená e branco.

Um comentário:

  1. Acho que essa notícia será de seu interesse, como publica notícias sobre a Bahia.
    Pedimos que publique essa notícia em seu site, para divulgarmos melhor a Bandeira Científica, que pode mudar a vida de uma cidade.
    Para mais informações, escreva para karinhasalomao@gmail.com
    Durante dez dias, cerca de 200 voluntários da Universidade de São Paulo (USP) desenvolverão atividades multidisciplinares voltadas para a melhoria da saúde e qualidade de vida no município de Inhambupe (BA). A expedição, que acontece entre os dias 11 e 22 de dezembro, fazem parte das atividades da Bandeira Científica, projeto de extensão universitária criado por alunos USP.
    São realizados atendimentos (médicos, psicológicos, nutricionais), exames (odontológicos, fisioterapêuticos, oftalmológicos) e doações, além da formação de grupos de discussão e de atividades educativas para os estudantes, moradores e profissionais da cidade. Os alunos ainda pesquisam indicadores sociais, realizam relatórios sobre infra-estrutura e fornecem aos gestores públicos um banco de dados com o resultado do trabalho no município.
    No ano passado, recebeu o Prêmio Cidadania Sem Fronteiras como melhor projeto de extensão do Brasil, por meio do Ministério de Ciência e Tecnologia e do Instituto de Cidadania Brasil.
    A Bandeira Científica foi criada em 1957 por alunos da Faculdade de Medicina
    (FMUSP), mas atualmente conta com a participação de outras seis unidades da USP: Faculdade de Saúde Pública, Instituto de Psicologia, Escola de Comunicação e Artes, Faculdade de Odontologia, Escola Politécnica e Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”. Segundo Luiz Fernando Ferraz, um dos criadores do projeto, a incorporação de novas áreas do conhecimento fez com que a Bandeira deixasse de ser apenas assistencialista. “É um projeto que tem a assistência como uma de suas atividades, mas que busca enxergar o indivíduo dentro de um contexto, de um ambiente e de uma sociedade”, afirma Luiz Fernando.
    Durante a expedição, os alunos-voluntários, sob supervisão de profissionais e professores, desenvolvem atividades de acordo com a área de sua formação, mantendo o foco na interdisciplinaridade. Para Luiz Fernando, participar da Bandeira Científica “traz a sensação de ter contribuído, de alguma forma, para que este país possa crescer. Porém, com consciência de suas necessidades e de sua responsabilidade para com todos os cidadãos, de forma estruturada e sustentável.”

    ResponderExcluir

Post Top Ad

Responsive Ads Here