Sobe para 16 número de mortos pela polícia após megaoperação em Valéria - David Gouveia Notícias

DENGUE

DENGUE

Última

22/09/2023

Sobe para 16 número de mortos pela polícia após megaoperação em Valéria

Forças de segurança da Bahia intensificaram ações desde a morte do federal Lucas Caribé Monteiro, na semana passada

Foto: Divulgação/Ascom/Polícia Civil

Subiu para 16 o número de pessoas mortas pela polícia desde a última sexta-feira (15), quando o agente federal Lucas Monteiro Caribé acabou assassinado em uma megaoperação no bairro de Valéria, em Salvador. Todos são apontados como integrantes de uma facção responsável por crimes de tráfico de drogas e homicídios, segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).

Quatro suspeitos foram mortos no mesmo dia da ação; 1 no sábado (16), em Mirantes de Periperi; 4 no domingo (17), na Palestina; 5 em Simões Filho, nesta quinta (21); e 2 nesta sexta (22), durante ação deflagrada em Salvador e Feira de Santana.

“Estamos nas ruas, já alcançamos um ótimo resultado. Porém, a operação não tem hora para acabar”, diz a delegada Andréa Ribeiro, diretora do DHPP.

“Esse grupo é responsável por mais de 30 homicídios. É uma operação resultante do trabalho investigativo de mais de um ano conduzidas por equipes do DHPP, que reuniram informações de campo e utilizaram análises de dados de Inteligência e técnicas investigativas modernas, reunindo elementos de prova contra a atuação dos criminosos e permitindo a representação por medidas cautelares de prisão e busca e apreensão contra integrantes da organização”, afirma Ribeiro.

Escalada da violência

A Bahia vive um cenário de escalada na violência, com tiroteios entre facções que rivalizam pontos de venda de drogas, comunidades sob o medo, escolas sem aula e suspensão do transporte público.

O estado também passou a liderar no país o número de assassinatos nos últimos oito anos, com registro de pelo menos 49,5 mil homicídios entre 2015 e 2022. O número é 40% maior do que o do segundo colocado, o Rio de Janeiro, segundo dados do Ministério da Saúde.

A letalidade policial em solo baiano também explodiu no ano passado, com crescimento de 313%.

Governador descarta intervenção federal

Após a morte do policial federal, uma equipe de 14 policiais do Comando de Operações Táticas (COT) de Brasília e um helicóptero foram enviados à capital baiana para reforçar o trabalho das polícias.

Outras três viaturas blindadas da Polícia Federal devem chegar a Salvador até este fim de semana para auxiliar nas operações— os veículos saíram na segunda (18) do Rio de Janeiro, em um navio da Marinha.

Apesar do aparato vindo de fora, o governador Jerônimo Rodrigues (PT) tem descartado a necessidade de uma intervenção federal na Bahia. Criticado por adversários políticos, ele afirma que o envio dos blindados é uma parceria com o governo Lula.

Fonte:bahia.ba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here