Saiba como foi a única passagem da rainha Elizabeth pela capital baiana - David Gouveia Notícias

DENGUE

DENGUE

Última

08/09/2022

Saiba como foi a única passagem da rainha Elizabeth pela capital baiana


 Em novembro de 1968, durante um roteiro de 11 dias pelo Brasil, a rainha Elizabeth II e o marido, o príncipe Philip (1921-2021), passaram por seis cidades e conheceram figuras ilustres como Pelé, durante um jogo no estádio do Maracanã. "O futebol nasceu na Inglaterra, mas, certa vez, no Maracanã lotado, nós tivemos a honra de mostrar a beleza do futebol brasileiro para a Realeza Britânica. Eu guardo este dia com carinho na memória", postou Pelé, em suas redes sociais, no dia 9 de abril de 2021, data da morte do Príncipe Philip.

A viagem da rainha, com então 42 anos e 16 de reinado, começou pelo Recife no dia 1º de novembro, onde foi recebida pelo escritor e antropólogo Gilberto Freyre (1900-1987), Dom Hélder Câmara (1909-1999), arcebispo de Olinda e Recife, entre outras personalidades no Palácio do Campos das Princesas, sede do governo pernambucano.


De lá, a comitiva da rainha e do duque de Edimburgo seguiram viagem para Salvador (BA) a bordo do Britannia, iate real da Marinha inglesa, e se encontraram com o escritor Jorge Amado e o artista plástico argentino Carybé, que morava na capital baiana. Também de navio o casal real foi para o Rio de Janeiro (RJ). Visitaram ainda Brasília (DF), São Paulo (SP) e Campinas (SP)

Em Salvador, o casal visitou a Igreja de São Francisco, o Museu de Arte Sacra e o Mercado Modelo. O lojista Américo Oliveira Lopes furou o esquema de segurança e entregou ao Duque de Edimburgo um berimbau de presente. Às 12h35, os visitantes retornaram ao Britannia e seguiram viagem até o Rio de Janeiro. Uma procissão de 40 embarcações acompanhou o iate real até quase a saída da Baía de Todos os Santos. As informações são da BBC News. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here