ANUNCIAE AQUI!



08/07/2021

Surto de malária assusta população no extremo-sul do estado

36 casos da doença foram confirmados pela Lacen
Foto: Reprodução/TV Anhanguera

O aumento de casos confirmados de malária em cidades do extremo-sul da Bahia assustou a população local. A Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) ligou o alerta e acompanha o surto da doença na região.

Ao bahia.ba, a Sesab revelou que foram confirmados 36 casos de malária no extremo-sul baiano, sendo 35 no município de Itabela e um em Porto Seguro. Os resultados foram confirmados pelo Laboratório Central do Estado (Lacen).

Ainda de acordo com a secretaria, foram enviados técnicos da Vigilância Epidemiológica estadual para os municípios a fim de fazer pesquisas do vetor e ofertar treinamento sobre o manejo clínico dos pacientes, além de reconhecimento geográfico e delimitação da área de risco. Esses técnicos tem realizado busca ativa de casos suspeitos e tratamento supervisionado.

Também foram encaminhados do nível central mosquiteiros impregnados com inseticida de longa duração (MILD). Ao todo, 120 mosquiteiros de casal e 200 mosquiteiros de solteiro. Uma investigação está sendo realizada para identificação do caso índice e da possível associação com deslocamento e viagem.

Os últimos casos registrados de malária na Bahia foram em 2018 com 77 casos confirmados residentes do município de Wenceslau Guimarães, revelou a Sesab.

A malária é transmitida pela picada de mosquitos Anopheles infectados com o parasita, o protozoário Plasmodium. A doença também pode ser transmitida em contato com o sangue do infectado. Os principais sintomas são febre alta, calafrios, sudorese e dor de cabeça, dores musculares, taquicardia e aumento do baço.

Fonte:bahia.ba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial