ANUNCIAE AQUI!


10/11/2020

Bolsonaro critica medo do coronavírus: ‘Tem que deixar de ser um país de maricas’

Para o presidente, a pandemia foi “superdimensionada”

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ironizou o medo da população com a possível chegada de uma segunda onda da pandemia do novo coronavírus e afirmou que é necessário enfrentar a doença de “peito aberto”. Em evento da retomada do Turismo, no Palácio do Planalto, nesta terça-feira (10), o mandatário afirmou que o Brasil precisa deixar de ser “um país de maricas”

 

“Tudo agora é pandemia. Lamento os mortos, lamento. Todos nós vamos morrer um dia, aqui todo mundo vai morrer um dia… Não adianta fugir disso, da realidade. Tem que deixar de ser um país de maricas, pô. Olha que prato cheio para a imprensa, prato cheio para a urubuzada que está ali atrás”, disse.

 

Ainda de acordo com o presidente, e a pandemia foi “superdimensionada”. Apesar da declaração de Bolsonaro, no Brasil, 5,67 milhões de pessoas contraíram a doença e 162 mil morreram.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial