ANUNCIAE AQUI!


10/05/2018

Anatel começa bloqueio de celulares piratas no DF e em Goiás

Smartphones oferecem perigos à saúde. Agência também mira nos roubos de telefones.

Celulares piratas podem apresentar riscos para a saúde dos usuários (Foto: Divulgação)

O bloqueio de celulares piratas foi iniciado pela Agência Nacional de Telecomunicações. Neste primeiro momento, a medida vale para smartphones irregulares que foram habilitados a partir de 22 de fevereiro no Distrito Federal e em Goiás. A decisão inclui os telefones que não foram certificados Anatel ou que têm o IMEI clonado. Esses aparelhos deixam de ter acesso às redes de internet móvel e celular, ficando disponíveis apenas para o uso em redes Wi-Fi. 

Segundo a Anatel, um dos objetivos da medida é conter a venda de smartphones piratas no Brasil – que podem ser perigosos para a saúde do usuário, além de apresentarem falhas de conexão. A interrupção também deve ajudar na redução de roubos, já que criminosos utilizam equipamentos para adulterar o número do IMEI – que agora deixará de funcionar ao ser identificado como clonado. 

Como funciona o bloqueio de celulares piratas
 
O processo de bloqueios começou no Distrito Federal e Goiás em 22 de fevereiro, quando qualquer celular irregular passou a receber uma mensagem SMS avisando sobre a interrupção da rede em 9 de maio.
Os próximos estados que terão o bloqueio são Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Tocantins, Rondônia e Acre. Os alertas serão emitidos a partir de 23 de setembro de 2018, e o impedimento começará em 8 de dezembro de 2018. 

O envio do SMS de alerta vai começar em 7 de janeiro de 2019 para Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Amazonas, Pará, Roraima, Amapá e estados da região Nordeste (Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia). A interrupção acontecerá a partir de 24 de março de 2019.

 A Anatel estipulou uma anistia para smartphones irregulares. Os dispositivos que ingressaram na rede brasileira de telecomunicações antes do cronograma da agência continuarão funcionando normalmente. Já os aparelhos que se conectarem a partir das datas previstas deixarão de operar com 4G/3G, chamadas telefônicas e SMS. 

 Clones de smartphones famosos da Samsung e da Apple poderão entrar na lista de bloqueios, já que normalmente as empresas responsáveis por esses aparelhos não são certificadas pelas agências regulatórias internacionais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial