Lewandowski toma posse como ministro da Justiça nesta quinta-feira (1º) - David Gouveia Notícias

DENGUE

DENGUE

Última

01/02/2024

Lewandowski toma posse como ministro da Justiça nesta quinta-feira (1º)

Novo titular da pasta tem pela frente temas como o enfrentamento à criminalidade e o combate ao garimpo ilegal

Foto: Ricardo Stuckert/PR

O novo ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, toma posse nesta quinta-feira (1º) com uma série de questões pendentes da gestão de Flávio Dino. Entre elas, o enfrentamento dos problemas de segurança pública no Rio de Janeiro e na Bahia, a elaboração de um plano de recompra de armas de fogo, a obrigatoriedade de câmeras em fardas policiais e o combate ao garimpo ilegal. As informações são do jornal O Globo.

A cerimônia oficial de posse será às 11h, no Palácio do Planalto, com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Dino assumirá a cadeira no Supremo Tribunal Federal (STF) no dia 22.

Lewandowski, ministro aposentado do STF, convidou o procurador-geral de São Paulo Mário Sarrubbo para ocupar o cargo de secretário de Segurança Pública, área considerada prioritária pelo governo. Há mais de 30 anos no órgão, ele tem um histórico de atuação em políticas criminais e ocupa o mais alto cargo do Ministério Público do estado desde 2020. Em entrevista ao GLOBO, Sarrubbo sinalizou que defende um combate firme à criminalidade sem violar direitos humanos e a expansão de câmeras no uniforme das PMs.

O ministro escolheu Jean Uema para comandar a Secretaria Nacional de Justiça no lugar de Augusto Arruda Botelho (PSB), que comandava a pasta na gestão de Flávio Dino. Uema é chefe da Assessoria Especial do Ministério de Relações Institucionais, comandado por Alexandre Padilha.

Lewandowski também decidiu manter no MJ as mulheres que hoje ocupam secretarias na pasta: Sheila de Carvalho, Estela Aranha e Marta Machado. Sheila de Carvalho, que hoje integra o Comitê Nacional dos Refugiados, será promovida e vai comandar a Secretaria de Acesso à Justiça, atualmente chefiada por Marivaldo Pereira (PSOL). Carvalho é ligada ao Grupo Prerrogativas e uma das lideranças da Coalizão Negra por Direitos, organização que atua em favor de políticas públicas de inclusão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here