ANUNCIAE AQUI!



27/10/2021

Estudante de medicina de Barreiras e mais 18 são presos suspeitos de pagarem até R$ 80 mil para fraudar documentos

 

Por: Reprodução/TV Anhanguera

A Polícia Civil prendeu 19 estudantes de medicina, nesta quarta-feira (27), suspeitos de entrarem no curso com falsos históricos escolares a partir do processo de transferência externa, para universidades nos estados de Goiás e na Bahia. A suspeita é que a documentação fraudada custava de R$ 40 mil a R$ 80 mil.

 
"Grande parte dos suspeitos estudava no Paraguai e falsificou documentos de faculdades no Brasil para transferência para outras faculdades também no país. As instituições que foram alvo da falsificação informaram que eles nunca estudaram lá", disse  o delegado Danilo Fabiano.

Segundo a investigação, muitos deles nunca estudaram medicina e já entravam em semestres do quinto, sexto ou até mesmo na fase do internato atendendo à comunidade.

"Grande parte era de alunos da UniRV, que denunciaram as fraudes à Polícia Civil. O mandado cumprido na Bahia se refere a uma pessoa que já estava em outra faculdade, mas ela tinha apresentado documento falso em Goiás", afirmou o delegado.

A Polícia Civil informou que os estudantes podem responder por falsidade ideológica, uso de documento falso, associação criminosa e perigo à vida de outras pessoas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial