ANUNCIAE AQUI!



06/09/2021

Bolsonarista é preso após afirmar que empresário pagará pela cabeça de Alexandre de Moraes

Extremista de direita foi preso pela PF no inquérito que investiga realização de atos antidemocráticos no 7 de Setembro

Foto: Reprodução / Youtube

A Polícia Federal (PF) prendeu mais um bolsonarista no inquérito que investiga a realização de atos antidemocráticos no 7 de Setembro, nesta terça-feira, Dia da Independência do Brasil.

O alvo foi Márcio Giovani Nique, conhecido como “Professor Marcinho”. A prisão, cumprida em Santa Catarina, é preventiva, ou seja, sem data para terminar.

Em uma live feita em uma rede social, Professor Marcinho afirmou que “um empresário grande está oferecendo uma grana federal que vai sair pela cabeça [do ministro do STF] Alexandre de Moraes, vivo ou morto”.

O extremista de direita também afirmou que existe um agrupamento no Brasil e em outros países que irá caçar “ministro [do STF] onde quer que eles estejam”.

O pedido de prisão foi feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e determinado pelo ministro Alexandre de Moares, que está à frente do caso no Supremo Tribunal Federal (STF).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial