ANUNCIAE AQUI!


02/02/2017

Médicos constatam morte cerebral, e família autoriza doação de órgãos de Dona Marisa Letícia

Hospital diz que mulher do ex-presidente Lula passou por exame e não tem mais fluxo cerebral

Internada no Sírio-Libanês, dona Marisa Letícia teve morte cerebral constatada nesta quinta-feira Leonardo Soares/19.09.2011/Estadão Conteúdo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva publicou em seu perfil oficial no Facebook, nesta quinta-feira (2), a informação de que a família autorizou a doação dos órgãos da ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva, internada em estado crítico no Hospital Sírio-Libanês (leia abaixo).

"A família Lula da Silva agradece todas as manifestações de carinho e solidariedade recebidas nesses últimos 10 dias pela recuperação da ex-primeira-dama Dona Marisa Letícia Lula da Silva. A família autorizou os procedimentos preparativos para a doação dos órgãos".

Em nota, o Sírio-Libanês informou que o cérebro de Dona Marisa Letícia não tem mais fluxo cerebral.

Por isso, após a autorização da família, os médicos iniciaram o procedimento para a retirada de órgãos.



Leia o boletim médico do Sírio-Libanês na íntegra:

"BOLETIM MÉDICO

02/02/17
10H25

 
A paciente Marisa Leticia Lula da Silva permanece internada na UTI do Hospital Sírio-Libanês. Na manhã de hoje foi realizado Doppler transcraniano, sendo identificada ausência do fluxo cerebral.
Diante do resultado, com autorização da família, foram iniciados procedimentos para doação de órgãos.

As equipes que a acompanham são:
Coordenação - Professor Dr. Roberto Kalil Filho
Neurologia Clínica - Professor Dr. Milberto Scaff
Neurocirurgia - Dr. Marcos Stávale

 Neurorradiologia - Dr. José Guilherme Pereira Caldas"

Foto de 2016 mostra Marisa, Dilma e Lula em casa no ABC Paulista

Histórico

Dona Marisa foi levada ao hospital no dia 24 do mês passado depois de sofrer um acidente vascular cerebral hemorrágico. O AVC foi provocado pelo rompimento de um aneurisma, diagnosticado há alguns anos. Esse aneurisma é quando alguma veia que leva o sangue para o cérebro dilata até se romper, provocando a hemorragia.

Marisa, que já sofria de pressão alta, passou por uma cirurgia para conter o sangramento no cérebro e permaneceu sedada. O quadro clinico ficou estável durante os primeiros dias. Depois, a ex-primeira-dama melhorou e os médicos decidiram retirar a sedação que induzia ao coma. Mas ela não reagiu bem.

Foi no meio da tarde da última quarta-feira (1º) que o estado de saúde de dona Marisa piorou. Os médicos decidiram voltar com a medicação para induzi-la novamente ao coma. A partir daí o quadro clínico foi considerado gravíssimo.

No começo da madrugada, o ex-ministro do trabalho e da previdência do governo Lula, Luiz Marinho saiu do hospital bastante abatido e emocionado. O presidente do Instituto Lula, Paulo Okamoto, e o fotógrafo pessoal do ex-presidente, Ricardo Stuckert, saíram sem falar com jornalistas.

Do R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial