ANUNCIAE AQUI!



24/02/2022

O que é OTAN e qual função tem? Entenda organização que está no foco da guerra entre Rússia e Ucrânia

Saiba o que é OTAN e qual o seu papel no conflito entre Rússia e Ucrânia


invasão da Rússia contra a Ucrânia na madrugada desta quinta-feira (24), com explosões na capital ucraniana Kiev, aterrorizaram os moradores do pequeno país.

Está sendo especulado se a Otan vai se envolver no conflito entre Rússia e Ucrânia e agir a favor de um dos países. Mas, você sabe o que é Otan? 

Otan: o que é?

Otan é a Organização do Tratado do Atlântico Norte, também conhecida como Aliança Atlântica ou aliança militar do Ocidente

O pacto foi criado em 1949 com finalidade de agir como um impedimento à ameaça de expansão da União Soviética na Europa depois da Segunda Guerra Mundial.

Quais são os países que fazem parte da Otan?

Os países fundadores originais da Otan são:

  • Estados Unidos;
  • Reino Unido;
  • Bélgica;
  • Canadá;
  • Dinamarca;
  • França;
  • Islândia;
  • Itália;
  • Luxemburgo;
  • Holanda;
  • Noruega;
  • Portugal.

A aliança cresceu e a lista de países que fazem parte da Otan aumentou de tamanho, hoje os membros da Otan são:

  • Estados Unidos;
  • Canadá;
  • Bélgica;
  • Dinamarca;
  • França;
  • Holanda;
  • Islândia;
  • Itália;
  • Luxemburgo;
  • Noruega;
  • Portugal;
  • Reino Unido;
  • Grécia;
  • Alemanha;
  • Espanha;
  • Polônia;
  • República Tcheca;
  • Hungria;
  • Bulgária;
  • Estônia;
  • Letônia;
  • Lituânia;
  • Romênia;
  • Eslováquia;
  • Eslovênia;
  • Croácia;
  • Albânia;
  • Turquia;
  • Macedônia.

O Brasil faz parte da Otan?

O Brasil não faz parte da Otan. No entanto, desde 2019, o país é considerado um aliado da organização, apelidado de aliado preferencial extra-Otan.

Qual é o objetivo da Otan?

O objetivo principal da Otan é garantir a segurança dos seus países-membros por via política ou até mesmo militar. 

Qual o papel da Otan na guerra entre Rússia e Ucrânia?

Secretário-chefe da Otan afirma que Rússia pagará um alto preço econômico e político pela invasão a Ucrânia - JOHN THYS/AFP


Sobre o conflito entre a Rússia e a Ucrânia, o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, classificou o ataque da Rússia como não provocado e irresponsável em comunicado oficial nesta quinta-feira (24).

Stoltenberg apontou a invasão como um risco contra a vida de inúmeros inocentes.

"Condenamos veementemente a decisão da Rússia de estender o reconhecimento às regiões separatistas do leste da Ucrânia. Isso viola ainda mais a soberania e a integridade territorial da Ucrânia e viola os acordos de Minsk, dos quais a Rússia é signatária. Os Aliados nunca aceitarão este reconhecimento ilegal", afirmou.

O chefe da Otan disse que "todas as medidas necessárias para garantir a segurança e a defesa de todos os Aliados" e que a Rússia pagará um "um preço econômico e político muito alto" pelas suas ações.

Fonte:radiojornal.ne10.uol

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial