Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget




Repasse enviado por Bolsonaro para a Bahia é insuficiente, diz Jaques Wagner


Nova reunião entre ministros vai definir sobre estratégias de ampliação para ajuda na Bahia. Convocação de emergência no Senado poderá ser feita para definir como será feito um novo envio

Rui Costa, governador da Bahia, visita cidades atingidas pela chuva - (crédito: Camila Souza/GOVBA)

O governo federal repassou, nesta terça-feira (28/12), o valor de R$ 200 milhões para as ações de enfrentamento às consequências causadas pela chuva na Bahia. O senador Jaques Wagner (PT-BA), presidente da Comissão do Meio Ambiente no Senado e que está à frente da força-tarefa junto com o governador do estado, Rui Castro, alertou que o valor será insuficiente para todos os estragos no local.

São 116 áreas atingidas, 100 municípios em estado de emergência, 31.405 desabrigados, 31.391 desalojados, 358 feridos e 20 mortos, de acordo com a Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec).

Se dirigiram para o sul da Bahia os ministros do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho; da Cidadania, João Roma; da Saúde, Marcelo Queiroga; da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves. Eles sobrevoaram as regiões atingidas pelas chuvas nesta manhã e se reuniram para decidir sobre novas estratégias de mobilização. "Agora, R$ 200 milhões são bem-vindos. Mas se for dividir R$ 200 milhões por 2 mil, 3 mil, 4 mil desabrigados, fora as estradas que tem que recuperar... mas eu sei que estão trabalhando. Quero ver com o ministro Marinho o que ele está pensando para ampliar isso", comentou o senador.

Wagner não descarta a possibilidade de convocação de emergência para uma votação de projeto de lei ou medida provisória para destinar auxílio às vítimas das chuvas na Bahia. Rodrigo Pacheco (PSD-MG), presidente da Casa, já sinalizou disponibilidade para ajudar.

"Falei com ele que o que mais necessitávamos era saber se o Senado tem orçamento que possa ser liberado para ajudar na recuperação (...) o Congresso, na verdade, está em recesso, mas sempre mantém uma comissão permanente, mesmo que seja feita a convocação via virtual. Tenho certeza que as pessoas atenderão se for essa a motivação", explicou.

Na reunião com ministros, o governador direcionou um pedido ao ministro Marcelo Sampaio. "Eu queria fazer um apelo porque não é possível recuperar as estradas federais com R$ 80 milhões para o Nordeste. R$ 80 milhões não dá para recuperar nem (as estradas federais) da Bahia."

Fonte:correiobraziliense

Postar um comentário

0 Comentários