ANUNCIAE AQUI!



23/10/2021

CNBB pede que deputado bolsonarista que xingou o papa de "vagabundo" seja punido

 


A CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) enviou uma carta aberta à Assembleia Legislativa de São Paulo pedindo a punição do deputado Frederico d’Avila (PSL) após ataques à representantes da Igreja Católica como o papa Francisco e o arcebispo de Aparecida (SP), dom Orlando Brandes. d'Ávila os chamou de “pedófilos”, “vagabundos” e “safados'".

A entidade avisou também que acionará a Justiça para que o bolsonarista esclareça as acusações, informa a Folha de São Paulo. Na carta divulgada neste domingo, a CNBB pede ao presidente da Assembleia, Carlão Pignatari, que a Casa adote medidas contra d’Avila.

“A CNBB tratará esse assunto grave nos parâmetros judiciais cabíveis. As ofensas e acusações, proferidas pelo parlamentar, protagonista desse lastimável espetáculo, serão objeto de sua interpelação para que sejam esclarecidas e provadas nas instâncias que salvaguardam a verdade e o bem, de modo exigente nos termos da lei”, de acordo com a carta.

Os ataques foram feitos durante um discurso na Alesp em 14 de outubro, após a missa do feriado de 12 de outubro em que o arcebispo pediu uma pátria "amada e não armada". O deputado rebateu.

“Seu vagabundo, safado da CNBB, dando recadinho para o presidente [Jair Bolsonaro], para a população brasileira, que pátria amada não é pátria armada. Pátria amada é a pátria que não se submete a essa gentalha, seu safado”, afirmou na tribuna da Assembleia.

“Seu vagabundo, safado, que se submete a esse papa vagabundo também. A última coisa que vocês tomam conta é do espírito e do bem-estar e do conforto da alma das pessoas. Você acha que é quem para ficar usando a batina e o altar para ficar fazendo proselitismo político? Seus pedófilos, safados. A CNBB é um câncer que precisa ser extirpado do Brasil”, disse.

Fonte: ig

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial