ANUNCIAE AQUI!


24/12/2020

Autópsia revela que Maradona agonizou por 8 horas antes de morrer

Diversas substâncias foram encontradas no corpo do ex-astro do futebol mundial

O ex-jogador argentino e um dos principais jogadores da história do futebol mundial, Diego Maradona, que faleceu no dia 25 de novembro, teve o resultado de sua autópsia revelado pela imprensa na última terça-feira (22). De acordo com a emissora LaSexta, foi encontrado vestígios de álcool e drogas no corpo de Maradona, que agonizou por oito horas antes de morrer.

 

“Não foi uma morte súbita, mas sim uma grande agonia que durou entre seis e oito horas”, disse a reportagem do canal. Já debilitado por problemas anteriores, como a dependência química, pesava o dobro de um coração normal.

 

Diversos tipos de medicações foram encontradas durante a autópsia do corpo de Maradona, entre eles antidepressivos e antipsicóticos. O ex-jogador teve sua vida ceifada após um ataque cardíaco sofrido dias depois de receber alta após uma cirurgia no cérebro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial