ANUNCIAE AQUI!


24/01/2019

Peça teatral que conta a história do inhambupense “Joãozinho da Goméia – De filho do tempo a Rei do Candomblé” estreia em fevereiro no Rio

Espetáculo percorre sobre a vida de um dos principais líderes religiosos do Brasil 

No dia 01 de fevereiro, a Companhia KarmaCírculus Teatro estreia o espetáculo “Joãozinho da Goméia – De filho do tempo a Rei do Candomblé”, no Espaço Cultural Terreiro Contemporâneo. O poema cênico, escrito e dirigido por Átila Bezerra, com adição de fragmentos de textos ditos pelo próprio João Alves de Torres Filho, é um mergulho na forte personalidade do homem que popularizou o candomblé no Brasil.

Baiano de Inhambupe, no interior da Bahia, João viu sua vida se transformar quando ainda criança foi à cidade de Salvador em busca da cura para uma doença que o atormentava. Iniciou sua trajetória religiosa em 1931 e levou a dança dos Orixás para os palcos de teatros de Salvador. Em 1946 mudou para o município de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, onde alcançou poder e fama e se tornou um dos mais importantes babalorixás da história do candomblé no Brasil.

Figura polêmica, Joãozinho da Goméia era negro, homossexual, artista e apaixonado pelo carnaval. Não tinha papas na língua e muito menos medo de ser ousado e revolucionário dentro da religião. Era considerado um homem a frente de seu tempo que não se envergonhava de ser homossexual na homofóbica Bahia do início do século XX, pai-de-santo que afrontava os princípios de que homens não podiam “receber” o Orixá em público, tornando-se famoso pela sua dança; vestia-se de mulher para brincar carnaval. Para o autor e diretor do espetáculo, Átila Bezerra, a montagem resgata uma história pouco conhecida, mas de extrema importância para a cultura afro-brasileira:

“Há 2 anos eu vinha fazendo a performance “Joãozinho”, de aproximadamente 6 minutos de duração. O espetáculo começou a ser construído a partir deste trabalho e não poderia nascer em momento mais oportuno. João da Goméia é uma personalidade que nos permite levar pra cena discussões urgentes a cerca do racismo, homofobia e intolerância religiosa, num momento em que o país insiste em retroagir, principalmente no que diz respeito às questões de direitos humanos”, conta Átila Bezerra.

João foi responsável por enfeitar as festas no terreiro e também é dele a ideia de bolos decorados nas festas de santo. Popularizou a religião atraindo importantes nomes da cultura, da política, de toda a alta sociedade brasileira, que saíam de suas zonas de conforto e viajavam até a Baixada Fluminense para consultas e orientações com o Babalorixá. Joãozinho da Goméia atraiu também a atenção da imprensa e se tornou responsável pelo crescimento do candomblé no país.

O espetáculo “Joãozinho da Goméia – De filho do tempo a Rei do Candomblé” que fica em cartaz até dia 24 de fevereiro, coloca o público diante do olhar, dos pensamentos, sentimentos e verdades desse grande líder religioso que foi João Alves de Torres Filho, o Joãozinho da Goméia.


FICHA TÉCNICATexto e direção: Átila Bezerra
Com Átila Bezerra
Percussão e figurinos: Drika Rodrigues e Tauana Faria
Iluminação e ambientação: Jon Thomaz
Fotografia: Jon Thomaz
Arte: DesignLinhadas
Companhia: KarmaCírculus Teatro
Vídeo divulgação: Vitor Gracciano
Assistente de produção: Flávia Eloah Barsan
Agradecimentos: Goméia Galpão Criativo, Covil BXD e Thiago Monçores.

SERVIÇO
“Joãozinho da Goméia – De filho do tempo a Rei do Candomblé”De 01 a 24 de fevereiro.
Sextas e sábados às 20h30
Domingos às 19h30
Ingressos: R$20,00 inteira / R$10,00 meia
Local: Terreiro Contemporâneo
Endereço: Rua Carlos de Carvalho, 53, Centro – Rio de Janeiro.
Classificação etária: Livre

Fonte:sopacultural.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial