ANUNCIAE AQUI!


01/10/2018

Boulos: Moro é cabo eleitoral e, nas horas vagas, juiz federal

O candidato do PSOL à presidência da República, Guilherme Boulos, criticou o juiz Sergio Moro, da Lava Jato, por ter liberado a delação premiada do ex-ministro Antonio Palocci a seis dias da eleição presidencial, numa decisão que claramente tem a intenção de alterar o resultado das eleições.

"Sergio Moro decidiu tornar pública delação de Palocci contra Lula a seis dias das eleições. Em 2016, o juiz divulgou gravações de forma ilegal às vésperas do impeachment. Moro é cabo eleitoral e, nas horas vagas, juiz federal", postou Boulos.

Moro quebrou nesta segunda-feira, 1, o sigilo de parte do acordo de colaboração de Palocci com a Polícia Federal. Ele incluiu as informações delatadas por Palocci na ação penal do Instituto Lula. No despacho, o juiz afirma que "examinando o seu conteúdo, não vislumbro riscos às investigações em outorgar-lhe publicidade".

A delação de Palocci foi classificada pelo procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, um dos principais procuradores da Lava Jato, numa entrevista, como um blefe. "Está mais para o acordo do fim da picada", disse ele.

Brasil 247

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial