ANUNCIAE AQUI!



23/02/2022

Aras designa procuradores para analisar, durante o Carnaval, bloqueio de bens de Moro

Augusto Aras decidirá se a PGR pedirá à Justiça o bloqueio de bens de Sergio Moro por conflito de interesses quando atuou na consultoria Alvarez & Marsal

Procurador Augusto Aras, consultoria Alvarez & Marsal, TCU e Sergio Moro (Foto: ABr | Reprodução)

O procurador-geral da República, Augusto Aras, selecionou um grupo de procuradores para analisar, durante o Carnaval, o processo do Tribunal de Contas da União (TCU) contra o ex-juiz parcial Sergio Moro. A informação foi publicada nesta quarta-feira (23) pela coluna de Bela Megale, no jornal O Globo. Aras decidirá se a PGR pedirá ao Judiciário o bloqueio de bens do ex-magistrado, investigado por conflito de interesses quando atuou na consultoria Alvarez & Marsal (EUA), responsável pela administração dos processos judiciais envolvendo construtoras alvos da antiga Operação Lava Jato. Empreiteiras repassaram R$ 40 milhões à consultoria norte-americana, que pagou R$ 3,7 milhões em um ano para o ex-magistrado.

Fontes da PGR disseram que Aras será informado constantemente sobre o andamento do caso pelo grupo selecionado pelo procurador. Aras afirmou, no entanto, que não acredita em uma resposta antes de 15 dias, pois o caso precisa ser "estudado".

O TCU encaminhou à PGR, à Receita Federal e ao Ministério da Justiça a ação que apura se houve conflito de interesses na atuação de Moro na Alvarez & Marsal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial