ANUNCIAE AQUI!



20/12/2021

Datafolha: Lula é considerado o melhor presidente da história do Brasil; Bolsonaro é o pior

Levantamento foi feito de 13 e 16 de dezembro com 3.666 pessoas

Fotos: Fernando Frazão e Marcelo Camargo/Agência Brasil

Uma pesquisa divulgada no domingo (19) pelo Instituto Datafolha mostra que para 51% dos brasileiros, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é o melhor presidente que o país já teve. Jair Bolsonaro foi avaliado como o pior da história por 48% dos entrevistados.

De acordo com o levantamento, Lula, que governou o país entre 2003 e 2010, ficou 40 pontos à frente de Bolsonaro, escolhido por 11% como melhor do Brasil. Foi a primeira vez que o nome do atual presidente foi incluído nesta pergunta pelo Datafolha.

Em levantamentos realizados entre 2015 e 2016, durante a Lava-Jato e a crise política que levou ao impeachment de Dilma Rousseff (PT), Lula foi considerado o melhor dirigente da história em índices que variaram de 35% a 40%. O auge da aprovação aconteceu em 2010, quando 71% o consideraram melhor presidente.

Lula é melhor avaliado entre a população do Nordeste (66%), desempregados (63%) e jovens de 16 a 24 anos, que eram crianças ou pré-adolescentes durante os dois governos de Lula. Nessa faixa etária, 61% apontaram Lula como o melhor presidente, a maior porcentagem de apoio ao petista no recorte por idade. Entre os que preferem o PSDB, 22% também apontaram o governo do petista como o melhor, e 33%, como o pior.

Entre os entrevistados que citaram Bolsonaro como pior presidente, os índices mais negativos estão entre os desempregados (57%) e estudantes (65%). Lula é considerado o pior por 18% dos entrevistados, seguido por Fernando Collor (8%), Dilma (7%), FHC e Sarney (ambos com 2%).

Na lista dos melhores presidente da história, segundo o Datafolha, aparecem empatados em terceiro lugar o tucano Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) e Getúlio Vargas (1930-45 e 1951-54), mencionados por 4% dos entrevistados.Juscelino Kubitschek (1956-61) foi lembrado e apontado como o melhor por 1%. O mesmo percentual tiveram também José Sarney (1985-90), Itamar Franco (1992-94), João Baptista Figueiredo (1979-85), Dilma Rousseff (2011-16), Jânio Quadros (1961) e Tancredo Neves (1985).

O levantamento foi feito de 13 e 16 de dezembro com 3.666 pessoas, em 191 cidades. A margem de erro é de dois pontos para mais ou menos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial