ANUNCIAE AQUI!



31/10/2021

Roberto Carlos quebra tabu e fala sobre perna amputada

 

Por: Divulgação

Assunto tabu para Roberto Carlos, que anunciou recentemente as datas da sua nova turnê internacional, o acidente que o levou a ter perna direita amputada deverá ser abordado em série sobre o cantor. É o que conta o escritor e produtor musical Nelson Motta, responsável pela primeira versão do roteiro da produção.

Em entrevista ao podcast W/Cast, do publicitário Washington Olivetto, Motta contou que a ideia inicial é que a série comece com uma cena do acidente de trem que Roberto Carlos sofreu aos seis anos em Cachoeiro do Itapemerim (ES), sua cidade natal. Na sequência, surge o cantor cantando a música "O Divã", à capela. "Eu falei: 'Roberto, ninguém pode contar melhor isso do que você mesmo'. Ele adorou essa ideia, tomara que mantenham", afirmou o escritor.

Motta disse que ele e Patrícia Andrade, também roteirista do projeto, fizeram várias entrevistas com o músico e que ele foi ótimo. "E ele surpreendentemente se abriu bastante. Eu falei para ele: 'Para fazer um longa de ficção tem que humanizar o personagem, e você já virou uma entidade, não está mais entre nós. Tem que humanizar esse personagem, o cara tem que ser corneado, o cara tem que sofrer. E ele topou também, tudo isso", afirmou, ressalvando que a primeira proposta era fazer um filme sobre o cantor, mas o projeto acabou virando uma série em quatro episódios para a TV.

Sobre a perna amputada, uma das histórias contadas por Roberto, que só deixou o isolamento por causa da pandemia há dois meses, segundo o escritor, foi que até os 13, 14 anos, ele não tinha nenhuma prótese. "Era aquela calça com alfinetinho ali, e a muleta." Quando o cantor tinha 14 anos, o pai dele ouviu falar de um médico no Rio que fazia prótese. Eles foram até a cidade e encontraram o médico alemão, "que vai ver foi treinado em algum campo de concentração ou era um inocente só", diz Motta.

"O fato é que o cara era um craque. O alemão botou uma bola de tênis para amenizar e construiu uma prótese para o Roberto", detalhou o escritor e produtor musical. "Roberto contou que saiu correndo [após colocar a prótese], caindo, tropeçando, foi correndo pela praia. No dia seguinte, ele foi a um baile e dançou a noite inteira. Ele contou coisas desse tipo, espero que isso saia [na série]. Ele merece e o público merece", completou.

Motta disse que Roberto não teve problema nenhum em falar sobre o acidente. Ele afirmou ainda que foi contratado para fazer uma primeira versão do roteiro, que terá direção de Breno Silveira. De acordo com Motta, o projeto já está pronto, esperando a validação do músico. "Não vai rolar o filme, serão quatro episódios para a televisão...Mas com o Roberto não se pode fazer previsão", ponderou.

Fonte:bnews.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial