ANUNCIAE AQUI!



07/10/2021

Eduardo Salles solicita ao governador Rui Costa liberação para realização de vaquejadas no Estado

 


Aproveitar o debate sanitário sobre a retomada do público aos estádios de futebol no Estado para incluir na pauta o debate sobre a liberação da realização das vaquejadas é o objetivo do deputado estadual Eduardo Salles, autor da lei que regulamentou as vaquejadas e cavalgadas na Bahia.


O parlamentar protocolou nesta quinta-feira (7), na Assembleia Legislativa da Bahia, indicação ao governador Rui Costa solicitando que o assunto seja debatido pela SESAB (Secretaria Estadual de Saúde).

“Sei que vivemos nos últimos meses momentos difíceis, com a perda de milhares de pessoas em função da COVID-19. Mas acredito que agora, com a queda do número de casos e a retomada de diversas atividades, podemos estabelecer um protocolo sanitário, para regulamentar a volta desta importante tradição nordestina e fundamental pilar da economia para milhares de baianos”, destacou Eduardo Salles.

O deputado pede que as vaquejadas e cavalgadas recebam o mesmo tratamento no debate feito pelas autoridades sanitárias sobre a possibilidade de retorno do público aos estádios nos jogos das diversas divisões do Campeonato Brasileiro realizados na Bahia.

“A retomada das vaquejadas neste modelo enquanto durar a pandemia vai permitir a manutenção da tradição, a retomada de milhares de empregos e a geração de renda fundamental à economia de muitos municípios baianos”, afirma Eduardo Salles.

No indicativo elaborado pelo parlamentar, as vaquejadas aconteceriam com a presença de público, sendo obrigatória a apresentação do passaporte sanitário, com os vaqueiros tendo acesso ao parque apenas no momento de sua participação na pista, disponibilização de álcool em gel a 70%, obrigatoriedade do uso de máscara, distanciamento de três metros entre os caminhões e cada veículo com apenas o tratador e seu auxiliar, proibição de qualquer aglomeração, inscrições pela internet, evento transmitido de forma virtual, locutor e juiz sozinhos em espaços distantes e diversas outras medidas sanitárias.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial