ANUNCIAE AQUI!



03/12/2020

Secretário de Saúde confirma segunda onda do coronavírus: "cenário mais difícil que no início"

 


O secretário de Saúde do Estado da Bahia, Fábio Villas-Boas, afirmou, em entrevista à TV Bahia, na manhã desta quinta-feira (3), que o estado já vive uma segunda onda da Covid-19. Nas últimas 24 horas, na Bahia, foram registrados 3.228 novos casos e 22 mortes. A taxa de ocupação dos leitos também subiu e, hoje, 72% deles estão ocupados com pacientes infectados pelo vírus.

 

"Nós já estamos completando três semanas sucessivas de crescimento, progressivo, contínuo do número de casos, portanto, é possível falar até que já estamos em uma segunda onda, em um cenário mais grave do que enfrentamos no início da pandemia", comentou. 

 

Mais cedo, em uma publicação no Twitter, o secretário informou que o cenário da doença é mais crítico do que os meses de junho e julho. O sinal de alerta serve para todas as regiões do estado.

 

"O cenário que estamos vivendo agora é mais crítico do que em junho/julho. Pela primeira vez, todas as regiões estão com número alto de incidência, internação, ocupação de leitos. A sobrecarga no sistema é muito maior: laboratório, transporte, regulação", escreveu Fábio. 


Restrição

Em uma outra entrevista, concedida na terça (1º), Fábio assegurou que, mesmo o órgão registrando uma alta da doença, não serão colocadas em prática, neste momento, medidas restritivas contra o avanço do vírus. A identificação de novos casos após a realização das eleições municipais já era esperado.

 

Em Salvador, o prefeito ACM Neto (DEM) também descartou a possibilidade de fechar o comércio e suspender atividades autorizadas após a queda da taxa de ocupação dos leitos de UTI. Em contrapartida, a gestão iniciou ações focadas em alguns bairros, como testagem em massa, higienização das ruas e distribuição de máscaras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial