ANUNCIAE AQUI!


02/11/2020

Analistas políticos acreditam que as chances de Guedes deixar o governo até 2022 são "muito altas"

Analistas políticos consultados pelo “Barômetro do Poder” de outubro, elaborado pelo Infomoney, avaliam que o ministro da Economia Paulo Guedes deixou de ser um “intocável” no governo.

 

De acordo com informações da coluna Estadão, do jornal O Estado de São Paulo, desta segunda-feira (2), para 40% dos 15 entrevistados, as chances de Guedes deixar o governo até 2022 são muito altas ou altas.

 

Outros 47% consideram que essa seja uma possibilidade regular, e apenas 13% acham pouco provável a saída do "superministro". Para a maioria, a substituição dele, se ocorrer, será em uma reforma ministerial.

 

A edição de outubro do Barômetro do Poder, realizada entre os dias 26 e 28 , também revela que a maioria dos analistas políticos que participaram avaliou também que são altas as chances de o Congresso aprovar até o fim do ano a autonomia do Banco Central.

 

Entre os participantes, 47% acreditam serem altas ou muito altas as chances, 27% disseram que elas são regulares e outros 27% avaliaram como baixas. O texto está na pauta de amanhã do Senado. Se for aprovado, ainda precisará do aval dos deputados.

 

Já o Renda Cidadã só deve sair do papel em meados do ano que vem, na opinião destes analistas. As chances de aprovação até janeiro são consideradas baixas ou muito baixas por 66% deles, contra 33% de avaliações neutras.

 

Caso o novo programa social do governo federal não seja aprovado até janeiro, 50% dos analistas acreditam em uma nova prorrogação do auxílio emergencial pelo Planalto.

 

Outros 43%, no entanto, acham que o auxílio será encerrado e o Bolsa Família deverá ser retomado como está previsto na peça orçamentária encaminhada pela União ao Congresso em agosto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial