ANUNCIAE AQUI!


06/09/2020

Em jogo marcado pela arbitragem, Bahia arranca empate contra o Internacional nos minutos finais

 


Na primeira partida sem Roger Machado no comando, o Bahia arrancou um empate no Beira-Rio na tarde deste domingo (6), contra o Internacional, líder do Campeonato Brasileiro. Rodriguinho e Clayson marcaram pelo Esquadrão, que com o resultado foi a 11 pontos e é o 9° colocado.

A partida ficou marcada por um pênalti polêmico marcado contra o tricolor, após o juiz enxergar um empurrão do volante Gregore dentro da área. Ele chegou a ver as imagens do VAR, mas não mudou a sua interpretação. 

O jogo já começou com emoção. Logo nos primeiros minutos, o Colorado assustou com uma finalização do veterano D'Alessandro que exigiu uma bela defesa de Mateus Claus, que substituia Anderson. 

Durante a maior parte do tempo, o Inter manteve a posse de bola, mas sem agredir a meta tricolor. O Bahia, que se defendia bem, conseguiu o empate aos 20 minutos, quando Rodriguinho recebeu uma enfiada precisa de Ronaldo. Com um corte seco o meia tirou Boschilia e pegou o antigo ídolo tricolor Marcelo Lomba no contrapé.

A felicidade não durou muito e aos 27 minutos veio o empate, com uma falha do zagueiro Juninho que não conseguiu afastar a bola na defesa e deixou a bola nos pés de D'Alessandro. O argentino tocou para Thiago Galhardo que cruzou na cabeça de Patrick, que não encontrou dificuldades para superar a marcação de Nino Paraíba.

Mas por muito pouco o Esquadrão não termina a primeira etapa na frente no placar. O gol chegou a sair, dos pés do artilheiro Gilberto, que não vive uma das suas melhores fases, após uma roubada de bola na intermediária. O atacante chegou a comemorar, mas após a consulta no VAR o juiz confirmou o impedimento.

Na segunda etapa o líder do Campeonato Brasileiro voltou a pressionar. O jovem goleiro Mateus Claus voltou a aparecer bem em uma cobrança de falta do meia D'Alessandro. 

Aos 18 minutos, em um lance polêmico, o juiz enxergou pênalti de Gregore em Cuesta. O árbitro inicialmente marcou a penalidade, mas foi avisado e recorreu ao VAR. A esperança tricolor chegou ao fim quando foi confirmada a infração. Thiago Galhardo cobrou forte, no alto, sem chances pro arqueiro do Bahia.

Apagado, Danielzinho deu lugar para o atacante Rossi, que protagonizou uma situação inusitada. Ele preciso correr de volta para o vestiário, depois de já ter entrado em campo, para trocar o short térmico que usava por baixo do uniforme, que não era da mesma cor azul do short do clube.

Aos 30 minutos, Gilberto saiu para a entrada de Clayson e cerca de 10 minutos depois, o treinador interino Cláudio Prates promoveu mais duas mudanças para tentar ao menos o empate. O volante Ronaldo foi substituído por Edson e Rodriguinho, o autor do único gol do Bahia, saiu para a entrada do jovem Fessin.

Já nos minutos finais, o juiz marca uma falta fora da área em cima de Rossi. Segundos depois, ele mostra que vai consultar o VAR para um lance que aconteceu fora da jogada, dentro da área, após um choque entre Rodnei e Élber, fora da jogado. O criticado Clayson bateu forte no canto, Lomba ainda toca na bola, mas não evita o empate tricolor. 

A virada quase veio em uma cobrança de escanteio, mas o estreante Abel Hernandez tirou de cabeça quase em cima da linha. 

O time baiano volta a campo na próxima quinta-feira (10), quando recebe o Grêmio no Estádio de Pituaçu. A expectativa é de que até lá já tenha sido anunciado o novo treinador. Um dos cotados é o ex-treinador do Corinthians, Fábio Carille.

Fonte:Bnews

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial