ANUNCIAE AQUI!


09/10/2017

Horário de Verão começa domingo (15) em 10 estados e DF; Bahia fica de fora



No dia 15 de outubro de 2017, em parte do Brasil começa o Horário de verão, porém na BAHIA NÃO TEM HORÁRIO DE VERÃO. Então atenção por que no primeiro dia do horário de verão, muitos celulares e relógios do computador automaticamente mudam e muitas pessoas acabam acordando mais cedo do que o necessário.

O ajuste do horário vale para os moradores do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.

 O objetivo é aproveitar o maior período de luz solar possível para economizar energia. Com a mudança no relógio, o leste do Amazonas e os estados de Roraima e Rondônia ficam com duas horas a menos em relação ao horário de Brasília, enquanto Acre e oeste do Amazonas ficam com três horas a menos.

Porém preste atenção nos horários que irão mudar:

BANCOS: As agências bancárias do interior do estado terão os horários de abertura e fechamento antecipados em uma hora.

LOTERIAS: Segundo a Caixa Econômica Federal (CEF), as agências lotéricas não irão alterar o horário de funcionamento. Entretanto, as apostas seguem o horário de Brasília e, portanto, serão encerradas com uma hora de antecedência.


Por que alguns estados não utilizam o horário de verão?

Os solstícios de verão apresentam os seus efeitos de forma mais notória nas partes mais afastadas da linha do Equador, haja vista que as zonas equatoriais apresentam poucas variações na duração dos dias e das noites ao longo do ano, o que torna inviável a mudança de horário. Assim, as áreas do território brasileiro mais próximas a essa faixa – no caso, as regiões Norte e Nordeste – não produziriam os efeitos necessários para a alteração no tempo.

No mapa a seguir, você poderá observar os estados brasileiros que adotam o horário de verão. Curiosamente, o estado do Acre, que já se encontra em duas horas de atraso em relação a Brasília, passa a ficar com três horas atrasado em relação à capital brasileira durante o horário especial.

Estados que adotam o horário brasileiro de verão
 Muitas pessoas reclamam que o horário de verão altera o relógio biológico dos habitantes, sendo prejudicial à saúde em troca de uma mudança muito pequena no consumo de energia. Fontes governamentais afirmam que a eletricidade economizada durante o período é de cerca de 5%. Os defensores dessa proposta, no entanto, afirmam que essa porcentagem, quando convertida em números absolutos, transforma-se em um montante financeiro elevado, o que, por si só, justificaria a existência do horário de verão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial