ANUNCIAE AQUI!


20/01/2017

Câmara de Inhambupe pode se reunir na semana que vem em Sessão Extraordinária.

Jeon Vieira ( presidente da camara de vereadores de Inhambupe )


A Câmara de Vereadores de Inhambupe, está em recesso, mas o prefeito
Fortunato Silva (Nena), em reunião com o presidente da casa, Jeovan Vieira,
estuda convocar uma reunião extraordinária para a próxima semana com
objetivo de votar o projeto de adesão ao Consórcio Regional de Saúde do
Território de Identidade Litoral Norte e Agreste Baiano.

Segundo o presidente, Jeovan Vieira, o prefeito Nena, ficou de enviar no início da semana que vem à Câmara, um oficio solicitando a convocação dos
vereadores para votação do projeto para adesão do município ao Consórcio
Regional de Saúde. “ Assim que chegar o oficio, convocarei os vereadores”,
Acrescentando, “Que ainda não tem o dia e horário, mas tem certeza na
participação de todos na sessão pela importância da matéria”, disse.

Ainda de acordo com Jeovan Vieira, a convocação não terá custos para ao erário público. Na última segunda-feira (16), o prefeito Fortunato Silva (Nena), juntamente com vice-prefeita, Izabel Silva, e do Secretário Municipal de Saúde, Carlos Frederico Barreto, participaram com outros prefeitos da região do ato de assinatura para construção da policlínica em Alagoinhas com o governador Rui Costa. Na oportunidade o governador solicitou aos prefeitos que enviasse imediatamente ao legislativo local o pedido de autorização para compor ao  Consórcio Regional de Saúde.

A Policlínica Regional de Alagoinhas deve garantir consultas especializadas
gratuitas em Angiologia, Cardiologia, Endocrinologia, Gastroenterologia,
Mastologia, Neurologia, Otorrinolaringologia, Oftalmologia, Urologia,
Ginecologia, Ortopedia, podendo ampliar para Pneumologia, Reumatologia,
Hematologia e Dermatologia. Para Jeovan Vieira, quando a policlínica estive em pleno funcionamento no ano que vem, vai facilitar muito o deslocamento dos pacientes do município e com isso a diminuição das despesas, além de oferecer diversas especialidades médicas a população. “ A nossa expectativa é que de fato a população tenha a sua disposição serviços médicos de primeira e que as despesas sejam reduzidas e ofereça mais comodidade para as pessoas que farão uso dos serviços médicos”, declarou.

fONTE : ASCOM CAMARA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial