ANUNCIAE AQUI!


06/12/2016

Costa avalia saída de Renan e dispara: Este Congresso deu o que tinha que dar

O senador petista Humberto Costa avaliou, na manhã desta terça-feira (6), o afastamento do presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL), pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Para Costa, tudo começa com um movimento de instabilização política desde o afastamento da presidente Dilma Rousseff (PT). 

"Imaginaram que tudo seriam flores, que eles iriam controlar a Lava Jato e o mercado iria rapidiamente recuperar a segurança na economia brasileira. Estamos assistindo um processo de agravamento da crise politica. Crise institucional e a quem diga que vai demorar após a delação premiada da Odebrecht. Estamos com desemprego cresecendo e em breve teremos uma grave crise social. Temos que ter absoluta tranquilidade e tentar saídas democráticas. Senão, o fantasma do autoristarismo pode vir nos assustar", afirmou.
 
Para o petista, é preciso ter cautela e necessária uma eleição direta. "Se nós realizarmos eleições diretas para presidência da república teremos alguém legitimidado para levar o país até 2018".
Afastamento de Renan
Renan Calheiros (PMDB-AL) acabou de ser afastado da presidência do Senado. A decisão partiu do Marco Aurélio Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal). A decisão veio após pedido do partido Rede Sustentabilidade. Marco Aurélio  entendeu que, como réu no Supremo, Renan não pode continuar no cargo, por dessa forma, permanecer na linha sucessória da Presidência da República. Renan Calheiros (PMDB-AL) acabou de ser afastado da presidência do Senado. A decisão partiu do Marco Aurélio Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal).
A decisão veio após pedido do partido Rede Sustentabilidade. Marco Aurélio  entendeu que, como réu no Supremo, Renan não pode continuar no cargo, por dessa forma, permanecer na linha sucessória da Presidência da República.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial